quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

10 anos do nosso amor...

(Hoje quem escreve é ele, pra contar um pouco do que este dia representa pra nós.)



Aconteceu exatamente 10 anos atrás.....
Eu estava de férias em Salvador com meus amigos, e no meio das férias eu tinha um compromisso. Ir para Brasília para ver uma pessoa, na verdade uma princesa. 
A gente tinha se conhecido antes, mas só pelo computador e isso tinha sido suficiente para me fazer apaixonar como nunca, falar coisas que nunca eu teria pensado de falar, agir e pensar de forma bem diferente.
Mas claro, o que conta é a vida real, precisávamos nos conhecer pessoalmente, ver se isso dava certo, se a convivência era uma coisa gostosa ou um saco sem fim, sentir nosso cheiro, ver comportamentos.
Eu nunca tinha namorado seriamente, tirando coisas da adolescência, e era muito desconfiado, mas ela, a minha princesa, já tinha mudado muitas coisas em mim e sem nem nunca ter tocado nela. Isso era muito muito estranho.
Lembro muito bem aquela manha do dia 2 de janeiro de 2004, quando meus amigos me levaram para o aeroporto, as 6 da manha, para pegar o voo para Brasília. 
Lembro os detalhes daquele aeroporto nas primeiras horas do dia, meio nublado e meio triste (acho sempre aeroportos, rodoviárias, estações ferroviárias meio tristes). 
Eu estava finalmente sozinho,viajando sozinho, coisa que não costumava fazer, para conhecer a mulher pela qual eu me sentia tao apaixonado, sentia uma ligação tão forte, que me dava até medo e insegurança em alguns momentos.
Lembro que no avião eu só ficava pensando em como seria o encontro tão planejado, o que ela faria? Será que no começo ela ficaria meio tímida, calada, apesar de termos conversado tanto pelo computador? Eu tinha certeza que eu não ficaria.
Ela nunca tinha me visto antes, só em foto. E várias fotos, todas diferentes. Então ela não sabia exatamente como eu era. Eu, pelo contrário, já sabia que ela era uma princesa maravilhosa. 
Quando o avião pousou em Brasília veio aquela ansiedade. Fui um dos primeiros a sair do avião, fui rapidamente na esteira para pegar minha mala e, enquanto esperava, aquela porta de saída abria e fechava e eu tentava disfarçadamente achar ela no meio da multidão. Mas eu não sabia de uma coisa: ela é bem baixinha, então conseguiu se esconder bem! Finalmente chega a mala. O tempo de um respiro profundo e bora conhecer o amor da sua vida.
Saí daquela porta e na frente tinha muitas pessoas esperando por familiares, mas ela não.
A minha princesa estava bem mais atrás, em um cantinho, com cara tímida e toda vestida de azul, igual uma boneca. 
Não era aquela princesa que eu esperava, um mulherão, mãe de dois filhos, mulher forte, nada disso.
Era uma maravilhosa boneca, tímida, convivendo com a ansiedade dela, me esperando há horas naquele cantinho do aeroporto, meio afastada. 
Enquanto ela se aproximou timidamente, tentando entender se eu era realmente aquele das fotos, eu fui me aproximando dela rapidamente e quando cheguei nela logo a beijei. 
Foi um momento que agradeço a Deus por ter vivido, não vou esquecer nunca.
Esse foi o meu verdadeiro “primeiro beijo”, não vai sair da minha memória nunca! 
A gente passou 3 dias juntos, conheci um paraíso junto com ela, conheci um pouco da cidade dela, conheci ela.
Foram 3 dias juntos, a gente grudou mesmo um no outro.
A gente tem sempre como referência aquelas histórias de amor dos filmes, mas isso foi além, algo que só a gente pode definir de forma simples “os dias em Itiquira” e entender o significado enorme disso. 
O que importa é que foi por causa também daqueles 3 dias que hoje fazem 10 anos que eu te conheci, minha princesa. Obrigado pela vida que voce me fez conhecer e me faz conhecer cada dia. Eu agradeço a Deus todas as noites por tantas coisas e pela esposa que tenho ao meu lado. 
Te amarei pela vida inteira, e te amarei em cada minuto dessa vida!






Um dia para celebrar... 
(((  ♥ ))) 

2 Comente AQUI!:

Lauisa Nogueira disse...

Uauuuu que linda declaração de amor...que esse amor se solidifique cada vez mais..e viva o amor...ai tô emocionada e apaixonadaaaaa kkkk beijus

Alessandra Oliveira disse...

Que lindeza de história! Estou emocionada, aqui! Eu "conheço" a Danielle daqui, do Blog (conheço pessoas que a conheceram em Brasília, tb, mas nunca falamos sobre ela. Eu morava lá). A Danielle me encanta pela coragem, alegria, leveza, enfim, uma fonte de inspiração! Acompanhei a história de vcs aqui ("nossa história, só nossa"!) e me lembro dela contando como foi esse "dia" do encontro de vcs! Encantada com vc, tb, Max! E feliz por saber que o Itiquira foi o paraíso de vcs pelos 3 primeiros dias, morei em Formosa, tb (minha família mora lá). Enfim, muito feliz por saber que histórias como essas não acontecem só em comédias românticas, contos de fadas, etc. ! Parabéns aos dois pela coragem de se "aventurarem" assim, a parabéns duplo por terem se encontrado nessa aventura. Saúde e vida longa pra esse amor! Um abraço aos dois! Sinceramente, Alessandra.

Postar um comentário